Viagra faz mal ao coração

Apesar de ser um ótimo medicamento para aqueles que sofrem com problemas de insuficiência cardíaca, o Viagra pode ser uma bomba para quem tem problemas cardiovasculares, afinal, esse sistema frágil pode ser prejudicado pelo remédio. O consumo do Viagra aumenta o nível de bombeamento do sangue no seu organismo o que pode fazer muito mal e ser muito perigoso para um coração que já está fragilizado.

Jovens podem tomar viagra?

Alguns jovens rapazes experimentam viagra sem ter noção do mal que isso faz a longo prazo. Jovens geralmente não tem problemas de saúde que façam seu pau não endurecer. Nessa idade, geralmente, o problema é mais psicológico do que qualquer outra coisa. Então, o recado aqui é claro, se você ainda é jovem e está usando o “azulzinho” constantemente provavelmente você terá sérios problemas de saúde futuramente.

Quando jovem você está no melhor momento da sua saúde sexual, deixe suas ereções aparecerem normalmente de forma natural, ou você possivelmente terá problemas de coração muito cedo.

Os perigos do excesso

A primeira coisa que você precisa entender é que tomar dois comprimidos de Viagra não farão o remédio fazer mais efeito. Além disso, remédio em excesso, seja qual for ele, faz mal para a saúde. O Viagra aumenta o número de batimentos por minuto e uma superdosagem pode causar muitos problemas cardiovasculares irreversíveis.

O viagra no combate ao câncer

Os fabricantes afirmam que o Viagra pode ser uma ótima alternativa para pessoas que estão passando pelo processo de quimioterapia. Mas, como em todas as situações, existe o ônus e o bônus. O Viagra ajuda por utilizar um medicamento chamado doxorrubicina. Por outro lado, como dito acima, apresenta riscos a saúde do coração dos pacientes.

E você? Já utilizou viagra? Conte-nos nos comentários sua idade e por qual motivo você consegue o azulzinho. Você sabia que existem suplementos sexuais naturais que não fazem mal ao coração que podem te ajudar a controlar a ansiedade e deixar o pênis ereto e até maior? Vale a pena pesquisar.